Luis Suárez, o pistoleiro charrúa
24-01-2023

Compartilhar:

Considerado um dos melhores atacantes uruguaios da história, parte de um dos mais importantes atacantes de jogadores sul-americanos de nossa época, artilheiro da seleção uruguaia e campeão da CONMEBOL Copa América 2011, «El pistolero» Luis Suárez está fazendo 36 anos.

Estreia sul-americana

Debutou como profissional aos 18 anos no Nacional de Montevidéu, em uma partida da CONMEBOL Libertadores em 2005, contra o Junior de Barranquilla, torneio no qual jogou apenas quatro partidas, incluindo sua participação no ano seguinte. Em sua primeira etapa no Nacional, marcou 12 gols em 35 jogos e conquistou 3 títulos.

 

A conquista da Europa e MSN

Em 2006 chegou ao velho continente para jogar pelo FC Groningen, dos Países Baixos, onde permaneceu por uma temporada e marcou 15 gols em 37 jogos. Suas boas atuações na liga o levaram à transferência para o Ajax de Amsterdã no ano seguinte, onde em 2009 se tornou o capitão da equipe e um dos melhores atacantes que o clube já teve. No Ajax converteu 111 gols e fez 69 assistências em 159 partidas, ergueu a Eredivisie e a Copa dos Países Baixos como capitão e artilheiro.
Suárez chegou à Premier League em 2011 para jogar pelo Liverpool, o uruguaio tornou-se uma das figuras mais importantes do clube de Anfield e venceu a Copa da Liga Inglesa na temporada 11/12. Ganhou a Chuteira de Ouro como máximo artilheiro da Premier League na temporada 13/14, com 31 gols. Com o clube inglês jogou um total de 133 partidas, marcou 82 gols e deu 46 assistências.
Em 2014 chegou ao Barcelona para se juntar a Lionel Messi e Neymar, formando um dos mais talentosos trios da história, que em sua primeira temporada juntos marcaram um total de 122 gols e levaram o Barcelona ao topo do futebol europeu ao vencer a UEFA Champios League. Em seu grande momento com a equipe Culé, Suárez também conquistou 4 ligas espanholas, 4 Copas del Rey, 2 Super Copas da Espanha e um Mundial de Clubes. Disputou 283 jogos, marcou 198 gols e deu 113 assistências, e foi o artilheiro da Liga Espanhola na temporada 15/16 com 40 gols.
Depois do Barcelona, Suárez jogou duas temporadas no Atlético de Madri, participando de 83 partidas, marcando 34 gols e dando 16 assistências. Sua grande participação foi suficiente para que «Los Colchoneros» se sagrassem campeões da Liga na temporada 20/21, com Luis como artilheiro e referência.

 

A Celeste

Luis Suárez fez sua estreia na Seleção Uruguaia em 2007, aos 18 anos, em uma partida amistosa contra a Colômbia. Seu primeiro gol foi marcado contra a Bolívia em uma partida das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2010 da África do Sul. Participou em quatro Copas do Mundo e marcou 12 gols na competição.

Suárez também participou de quatro edições da CONMEBOL Copa América e foi campeão na edição da Argentina 2011, marcando um gol contra o Peru na fase de grupos, mais dois na segunda partida contra o Peru nas semifinais e um gol na final contra o Paraguai.
É o maior artilheiro da seleção uruguaia de todos os tempos, com 68 gols em 137 jogos.

Retorno à América do Sul

Em 2022 voltou a jogar por seis meses pelo Nacional de Montevidéu, clube que o viu nascer, jogou na CONMEBOL Sudamericana e ganhou o Torneio Clausura e o Campeonato Uruguaio. Marcou 8 gols em 14 jogos.
Em 2023, o talento de Suárez continuará no futebol sul-americano, agora terá um novo desafio, jogando na Série A do Brasil com o Grêmio de Porto Alegre.

Compartilhar: