Procura-se um novo campeão: Brasil e Peru à caça da coroa

bravsper-777px

O Maracanã terá a atenção do mundo neste domingo… O dono da casa e um convidado ascendente se encontram. O Brasil, o sempre-candidato e o Peru, a agradável surpresa, disputarão uma final inédita da CONMEBOL Copa América.

O Brasil, está perseguindo o seu nono título como monarca da América com um ritmo impecável, sem derrotas, sem gols sofridos em cinco jogos e com orgulho de derrotar a arquirrival Argentina nas semifinais.

O Peru, duas vezes campeão do torneio continental em 1939 e 1975, teve de sofrer uma derrota contra os pentacampeões mundiais na fase de grupos para poder reagir e renascer.

O jogo, que começa às 17h locais (20h GMT) e será dirigido pelo árbitro chileno Roberto Tobar, marcará o fim de uma magnífica Copa América.

– Na frente do mundo –

O Brasil pode ser coroado campeão no seu templo do futebol: eles voltaram às origens do “jogo bonito” com pequenas jogadas que foram suficientes para marcar o seu caminho na primeira fase e depois nos jogos diretos de eliminação.

A responsabilidade é de Tite, o disciplinado treinador da Auriverde que rapidamente redesenhou o esquema de jogo da equipe e se concentrou na construção de uma estrutura sólida, solidária e bem administrada.

“Vou me tornar o treinador da seleção brasileira. Na linguagem popular, é assim: se você não jogou futebol no Maracanã, então você não jogou. Se não treinaste no Maracanã, então não és treinador. Agora vou treinar no Maracanã com a seleção”, disse ele.

Tite recuperou o zagueiro Filipe Luís para o jogo contra o Peru depois de estar ausente no 2-0 contra a Argentina na passada terça-feira em Belo Horizonte devido a problemas musculares. Além disso, o goleiro Alisson superou um trauma nas costas e será o ‘1’ no domingo.

Quem não será levado em conta é o meio-campista William, afetado por uma lesão muscular no bíceps femoral direito durante o jogo contra a Albiceleste.

“Vai ser uma bela final, um jogo muito difícil, não podemos pensar que já ganhámos, temos de jogar. Uma final não é jogada, uma final é vencida, não importa como seja”, disse o meio-campista Casemiro.

– Peru se levanta –

A campanha do Peru antes de enfrentar o Brasil no final da fase de grupos foi de menor para maior. Empate sem gols com a Venezuela e vitória por 3-1 sobre a Bolívia. Mas o jogo com a Seleçao chegou e foi um duro golpe.

O “Tigre” foi o arquiteto do retorno dos Incas a uma Copa do Mundo da Rússia-2018, 36 anos depois de sua última participação na Espanha-1982.

E foi também para levantar uma equipe derrotada emocionalmente, que tinha conseguido a passagem para as quartas de final como um dos melhores terceiros.

“Não vai ser fácil para nenhuma das equipas. Chegámos muito bem, estamos prontos para ganhar. O Peru está em posição de aspirar a um título”, disse o técnico argentino em entrevista coletiva no Maracanã no sábado.

“Se tenho de escolher um momento para enfrentar o Brasil é agora, porque viemos de jogar contra duas equipes que nos fortaleceram”, disse Gareca.

Possíveis formações:

Brasil: Alisson – Dani Alves, Marquinhos, Thiago Silva, Alex Sandro – Arthur, Casemiro, Philippe Coutinho – Gabriel Jesus, Roberto Firmino, Everton. DT: Tite.

Peru: Pedro Gallese – Luis Advíncula, Carlos Zambrano, Luis Abram, Miguel Trauco – Renato Tapia, Yoshimar Yotún – André Carrillo, Christian Cueva, Edison Flores – Paolo Guerrero. DT: Ricardo Gareca.

Entradas
Equipos
Ciudades
Calendario