"Paraguay must be brave and have a good match": Eduardo Berizzo

diseno-sin-titulo-26

O Paraguai pode se tornar um “rival perigoso” contra o Brasil em Porto Alegre na quinta-feira para as quartas de final da Copa América, e para isso terá que ser um adversário muito corajoso, disse nesta quarta-feira o técnico da equipe guarani, Eduardo Berizzo.

O argentino assumiu a seleção paraguaia há quatro meses e considerou muito importante que sua equipe saísse para aproveitar o jogo que será disputado na Arena do Grêmio.

“A gente pode se tornar um adversário mesmo perigoso amanhã”, disse Toto no prelúdio da partida contra o time de Tite. “É claro que eles vão exigir muita precisão defensiva, mas também precisamos fazer da bola uma arma para sair dessa situação defensiva (…) e ter profundidade com muita verticalidade”, disse ele.

O Paraguai chegou às quartas de final como terceiro colocado do Grupo B após empatar em 2 a 2 com o Catar, 1 a 1 com a Argentina e 1 a 0 com a Colômbia, um caminho sem triunfos, mas com boas passagens futebolísticas, de acordo com o treinador.

Com a série da primeira fase no passado, a equipe guarani está otimista e com todos os seus homens em boa forma no duelo contra uma Canarinha que busca enterrar as duas eliminações de pênaltis que o Paraguai entregou na Copa da Argentina – 2011 e Chile – 2015.

As referências do passado recente que serão deixadas de lado na quinta-feira, em um jogo em que os paraguaios precisarão “ser corajosos, sair para jogar com desinibição (…) para aproveitar o jogo, sendo muito competitivos”, acrescentou o argentino.

Argentina-Venezuela, Chile-Colômbia e Uruguai-Peru completam as quartas de final de uma Copa América que coroará o campeão em 7 de julho no Rio de Janeiro.

Entradas
Equipos
Ciudades
Calendario