Fuenzalida: “Chile deve fazer um jogo redondo ante Colômbia para passar”

diseno-sin-titulo-28

O Chile deve fazer “um jogo redondo” para bater a Colômbia na sexta-feira em São Paulo e avançar na defesa do título da CONMEBOL Copa América, disse na quarta-feira o atacante José Pedro Fuenzalida.

“Contra a Colômbia, temos de fazer um jogo redondo, defender muito bem e melhorar” na elaboração de jogadas ofensivas, disse o jogador do Universidad Católica numa conferência de imprensa no hotel que hospeda a Roja, em São Paulo.

“Todas as partidas têm sido importantes em seu momento, o que significa que cada um e esse, sem dúvida, é o mais importante que vamos jogar, é um rival que vem muito bem. Temos a ilusão de seguir avançando e de defender o título”, acrescentou.

O atacante de 34 anos, que seria estreante contra os cafeteiros, na sexta-feira, na Arena Corinthians, disse que seus rivais vêm com “confiança” após passarem como líderes do Grupo B com uma pontuação perfeita.

– Sem favoritismo –

Por sua parte, o goleiro Gabriel Arias disse que a ideia do Chile é defender os títulos alcançados nas duas últimas edições da Copa América, em 2015 e 2016.

“Quando enfrentamos este torneio enfrentamos com essa mentalidade, de poder conseguir um novo título e defender os títulos que conquistamos”, disse o goleiro de 31 anos. “Esta é uma boa oportunidade.”

Arias, que estreia em uma Copa América depois de anos em que Claudio Bravo ocupou o pórtico chileno, disse que o Chile deve aproveitar os espaços deixados pela defesa colombiana, que não sofreu gols no torneio, para logo ser “incisivo e certeiro” na definição.

O jogo “não é de favoritos, quem fizer melhor as coisas vai avançar”, afirmou o goleiro do Racing da Argentina, que recebeu dois gols em três jogos no Brasil-2019.

O Chile, liderado pelo colombiano Reinaldo Rueda, classificou para quartas como segundo do Grupo C, depois de perder a liderança na última rodada da primeira fase, com a derrota de 1-0 para o Uruguai na segunda-feira, no Rio de Janeiro.

O bicampeão da América treinava na tarde desta quarta-feira no centro de práticas do clube São Paulo. O capitão Gary Medel, que foi substituído ante os charrúas por desconforto físico, e o volante Arturo Vidal, ausente contra os uruguaios por prevenção, estariam na partida contra os cafeteiros.

A Roja compete para igualar o recorde da Argentina, que até agora é a única seleção a vencer três vezes consecutivas (1945, 1946 e 1947) o troféu de equipes nacionais mais antigo do mundo.

O vencedor entre Chile e Colômbia entrará em confronto com o ganhador da chave entre Uruguai e Peru no sábado, em Salvador da Bahia.

Entradas
Equipos
Ciudades
Calendario