CONMEBOL Copa América Brasil 2019 reafirma a celebração do futebol sul-americano

portada-2

Mais de 900 mil pessoas foram aos estádios, em clima de paz, tolerância e respeito

­Foram 18 meses de organização, partidas em seis estádios de cinco cidades-sede. Ao final de 24 dias de competição e 26 jogos realizados na CONMEBOL Copa América Brasil 2019, prevaleceu o clima de paz, tolerância e respeito nas arquibancadas. A final do último domingo, no Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro, levou 69.981 torcedores. Transmitida para 180 países, a partida contribuiu para chegar à marca de 900.925 pessoas nos estádios, com média de 34.651 espectadores, um número de público superior a edições do anteriores.

O nono título do Brasil, jogando em casa novamente após 30 anos, se refletiu na equipe ideal da CONMEBOL Copa América Brasil 2019, selecionada pelo Grupo de Estudo Técnico da CONMEBOL. O time é composto por Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva, Giménez e Miguel Trauco; Paredes, Arturo Vidal e Arthur; James Rodríguez, Paolo Guerrero e Everton.

A organização cumpriu o seu objetivo de ser realizada com recursos 100% privados. A gestão eficiente, tanto no planejamento quanto na operação do evento, permitiu um equilíbrio entre receitas e despesas.

A 46ª edição do torneio de seleções mais antigo do mundo contribuiu ainda para o aquecimento econômico das cinco cidades e do Brasil ao receber turistas de 124 países. O desenvolvimento do futebol também foi contemplado, com a doação de equipamentos esportivos para os 20 campos oficiais de treinamento, como traves, bancos de reservas, bandeiras de escanteios, mini barreiras para saltos, cones e discos.

O torneio realizado no Brasil estabelece novo parâmetro na organização da CONMEBOL Copa América para as futuras edições. A 46ª edição também introduziu a inovação no uso da tecnologia, com o VAR (Video Assistant Referee) do início ao fim de uma competição pela primeira vez na América do Sul.

“Encerramos uma nova edição da Copa América que marca um antes e um depois na história do campeonato. Agradecemos ao Brasil, como grande anfitrião desta edição, às 12 equipes que mais uma vez surpreenderam o mundo do futebol, seus torcedores que deram um exemplo de esportividade sem renunciar à paixão que nos caracteriza, aos patrocinadores que apoiam o nosso futebol e à mídia que trouxe o talento do nosso futebol para 180  países ao redor do mundo”, disse Alejandro Dominguez, presidente da CONMEBOL.

“Estamos orgulhosos de termos recebido novamente em nosso país a CONMEBOL Copa América após 30 anos. Testemunhamos a celebração do futebol nos estádios e nas ruas das cinco cidades por onde passamos, com paz e alegria. Acima de tudo, realizar esse grande evento atesta que estamos aptos a continuar organizando aqui no Brasil novos torneios internacionais”, afirma Rogério Caboclo, CEO do Comitê Organizador Local.

“A competição transcorreu sem nenhum incidente e é importante ter um balanço positivo em todos os jogos da competição”, acrescenta Hugo Figueredo, o diretor de Competições de Seleções da CONMEBOL.

“O saldo final é positivo. Cada evento gera experiência e aprendizados. Essa edição da CONMEBOL Copa América aumentou ainda mais a capacidade e expertise dos nossos profissionais na organização de grandes eventos”, completa Agberto Guimarães, Diretor de Operações do Comitê Organizador Local.

PÚBLICO NOS ESTÁDIOS: NÚMEROS DA FINAL E DA COMPETIÇÃO

  • Público da final: 69.981
  • Público total nos estádios: 900.925
  • Média de público: 34.651
  • Torcedores de 124 países

A CONMEBOL COPA AMÉRICA BRASIL 2019 EM NÚMEROS:

Organização

  • 18 meses de organização
  • 95 colaboradores envolvidos no planejamento
  • 25 mil colaboradores temporários, diretos e indiretos, na operação das 5 cidades-sede (segurança, transporte, operadores de estádio, lanchonetes, concessionários, atendimento aos espectadores, entre outros)
  • 35 mil Km percorridos em 1.500 deslocamentos, o suficiente para quase 8 viagens entre Rio de Janeiro e Lima, no Peru.
  • 43.670km voados, o suficiente para uma volta ao mundo completa
  • 157,5 toneladas de carga transportadas (3,5t por voo, em média)
  • Gestão de resíduos sólidos em seis estádios: 87 toneladas destinadas para reciclagem
  • Transmissão para 180 países
  • Mais de 170 milhões de pessoas em alcance nas redes sociais

Competição

  • 05 cidades-sede: Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo
  • 06 estádios
  • 20 Campos Oficiais de Treinamento
  • 02 cerimônias (Abertura e Encerramento)
  • 12 seleções participantes
  • 24 dias de competição
  • 26 jogos
  • 276 atletas
  • 03 premiações individuais (melhor jogador do torneio, artilheiro e melhor goleiro) + 01 premiação para seleção (Fair Play)
  • 200 medalhas distribuídas
  • 60 gols | média de 2,30 gols
  • Artilheiro: Everton (BRA) – 3 gols
  • Jogador com mais assistências: Roberto Firmino (BRA) e Charles Aránguiz (CHI) – 3
  • Jogador que mais participou de gols: Roberto Firmino (BRA) – 5 gols
  • Jogador que mais chutou a gol: Philippe Coutinho (BRA) – 21
  • Jogador com melhor aproveitamento nos desarmes: Federico Valverde (URU) – 87.1%
  • Jogador com maior número de passes certos: Daniel Alves (BRA) – 370 | 88.5% de acerto
  • Jogador com maior número de passes no campo rival: Daniel Alves (BRA) – 216 | 83.7% de acerto
  • Apenas Lionel Messi (22) driblou mais rivais que Everton (19) e Gabriel Jesus (17)
  • O Brasil é o primeiro time a sofrer seu primeiro gol em uma edição da Conmebol Copa América apenas na final.
  • Seleção com maior número de passes (excluindo cruzamentos): Brasil (3.360)
  • Seleção com maior posse de bola: Brasil (88.2%)
  • Seleção com maior acerto de passes: Brasil (64,5%)
  • Seleção com maior número de passes no campo rival (excluindo cruzamentos): Brasil (1.855) | 84.8% de acerto
  • Seleção com maior número de faltas: Chile (111)

Sobre a Copa América

A CONMEBOL Copa América é o torneio de seleções mais antigo do mundo. Foi disputada pela primeira vez em Buenos Aires, Argentina, em junho de 1916. Alguns dos melhores e mais reconhecidos atletas do futebol mundial são sul-americanos e atuaram na 46ª edição do torneio, de 14 de junho a 7 de julho, em cinco cidades-sede.

Além dos dez países sul-americanos membros da CONMEBOL (Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela), Japão e Catar, membros da Confederação Asiática de Futebol (AFC), participaram como convidados. São nove títulos da Copa do Mundo da FIFA reunidos em campo.

Mais Informações:

Prensa CONMEBOL

Ariel Ramirez – (+595) 981 815915 – aramirez@conmebol.com

Facebook: / Conmebol
Instragram: @conmebol
Twitter: @conmebol

Comitê Organizador Local da CONMEBOL Copa América Brasil 2019

Textual Comunicação

Mauro Rodrigues – (55 21) 99764-6816 – maurorodrigues@textual.com.br
Cauan Ahmed – (55 21) 2021-2078 – cauanahmed@textual.com.br

#vibraocontinente

Facebook: /copaamerica
Instragram: @copaamerica
Twitter: @copaamerica

Entradas
Equipos
Ciudades
Calendario