Brasil-Argentina: o clássico do futebol sul-americano na disputa para uma vaga na final

base-ca-777px-2

Brasil e Argentina se enfrentarão nesta terça-feira, 2 de julho, no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, na primeira partida semifinal da CONMEBOL Copa América Brasil 2019, para uma vaga na grande final do torneio que será realizada no próximo domingo no Maracanã, no Rio de Janeiro.

O jogo será a primeira partida da história da Copa América CONMEBOL, na qual ambas as equipes disputam uma vaga na final.

La Canarinha nunca perdeu a Copa América da CONMEBOL por jogar em casa, enquanto a Albiceleste quer ganhar o título novamente, que não ganha desde a edição de 1993 no Equador.

Um bocadinho de história

As duas grandes potências do continente já se enfrentaram em 105 partidas: o Brasil tem 42 vitórias e a Argentina 38, empatando 25 vezes. Na CONMEBOL Copa América, o duelo Brasil-Argentina é o mais repetido da história do torneio; eles se enfrentaram 32 vezes, com 15 vitórias para a Albiceleste e nove para a Canarinha e oito empates.

A Argentina tem 14 títulos continentais contra 8 do Brasil, que, tem cinco títulos mundiais para dois da Albiceleste.

Tem algum favorito?

“É difícil dizer quem é o favorito quando você joga contra o Brasil e a Argentina, eles são os locais, os que têm que sair e mostrar o seu povo, os que têm vindo com seu projeto há mais tempo, são jogadores que vêm com o mesmo treinador, a mesma idéia, é uma partida igual”, disse Messi.

Time Canarinho chega às semifinais sem conceder um gol em suas quatro partidas.

O Brasil se fortaleceu com um ataque que goleou o Peru por 5 a 0, mas tem dificuldade para derrubar as defesas fechadas. O encontro com o Paraguai nas quartas de final terminou com uma vitória por 4-3 nos pênaltis.

A Argentina, por sua vez, começou com uma derrota por 2-0 para a Colômbia, depois empatou em 1-1 com o Paraguai e se classificou para a próxima fase depois de vencer o Catar por 2-0 e depois derrotou a Venezuela nas quartas-de-final pelo mesmo placar.

Casemiro, de volta

Para a equipe local, a figura do Everton, atacante do Grêmio, surgiu no torneio. O alinhamento de Tite não traria surpresas enquanto Firmino e Gabriel Jesus o acompanhariam na ofensiva.

Casemiro regressa ao meio-campo depois de ter sido suspenso por cartãoes amarelos, enquanto o lateral, a única dúvida é Filipe Luis, que sofre de dores nas pernas e que pode ser substituído por Alex Sandro.

Richarlison conseguiu se recuperar da caxumba que sofreu e voltou à comitiva, mas não vai jogar.

Messi analisou seu jogo

Ao analisar os quatro primeiros jogos disputados com sua seleção nacional, o argentino Lionel Messi considerou que “não estou fazendo o melhor que posso na CONMEBOL Copa América, mas são jogos que ocorrem dessa forma”, disse o jogador do Barcelona.

Para a Argentina, o atacante italiano Lautaro Martinez e o atacante do Manchester City Sergio Aguero são os destaques. “Estamos provando que entregamos tudo em cada jogo”, disse Lautaro.

“É claro que todo o cuidado é pouco para uma equipe com o melhor jogador do mundo”, disse o zagueiro brasileiro Thiago Silva.

No ataque

Nesta terça-feira, quando o árbitro equatoriano Roddy Zambrano apita o início do jogo às 21h30 locais, os brasileiros esperam um ataque da Argentina, em um torneio onde faltam gols nos 90 minutos das quartas de final.

“Não acho que a Argentina venha a se defender, porque tem jogadores de qualidade que atacam muito, acho que eles vão chegar em cima de nós”, disse o atacante Gabriel Jesús.

Possíveis formações:

Brasil: Alisson – Dani Alves, Marquinhos, Thiago Silva, Filipe Luis o Alex Sandro – Arthur, Philippe Coutinho, Casemiro – Gabriel Jesus, Roberto Firmino, Everton.
DT: Tite.

Argentina: Franco Armani – Juan Foyth, German Pezzela, Nicolás Otamendi, Nicolás Tagliafico – Rodrigo De Paul, Leandro Paredes, Marcos Acuña – Lionel Messi – Sergio Agüero, Lautaro Martínez.
DT: Lionel Scaloni.

Árbitro: Roddy Zambrano (ECU)

Entradas
Equipos
Ciudades
Calendario